A Federação da Rússia entregou na última quinta-feira ao Instituto Nacional de Gestão de Calamidade (INGC) um total de 35 toneladas de diversos produtos, nomeadamente, 50 tendas com

 capacidade para acomodar 10 a 30 pessoas cada, dois mil cobertores, 700 caixas de carne enlatada, 200 sacos de arroz, assim como uma central eléctrica móvel.

Trata-se de produtos que poderão ser encaminhados para diferentes pontos de reassentamento do país de forma a permitir que mais afectados tenham algo para consumo e protecção.

O embaixador da Rússia em Moçambique, Andrey Kemarsky, referiu no acto da entrega do donativo que o seu custo é equivalente a 320 mil dólares americanos.

Andrey Kemarsky, contou que para além de responder o pedido de Moçambique o acto se quadra nas relações tradicionalmente amistosas entre os dois países, as quais nasceram nos anos da luta do povo moçambicano pela libertação nacional.

Por sua vez, o director do INGC João Ribeiro depois de agradecer o gesto demonstrado pelo Ministério de Situações de Emergência e de Gestão de Calamidades da Rússia, remeteu o desejo de haver num futuro breve um encontro de troca de experiencias para ambos países.

Falando sobre o destino da central eléctrica móvel disse nos próximos dias os membros da sua instituição vão sentar para discutir sobre o efeito, mas adiantou que pode ser encaminhado num dos postos de saúde que devido as inundações ou cheias acabou ficando sem a corrente eléctrica.

De referir que os produtos ora entregues ao INGC pelo Embaixador da Rússia em Moçambique veio directamente daquele país europeu. Para além de encaminhar as ajudas para Moçambique levou igualmente mais ajuda para Sudão e Mali.