Organizações da sociedade civil de todos os países da África Austral posicionam-se ontem, quinta-feira, em Maputo sobre a onda de ataques xenófobos que assolam cidadãos dos países vizinhos, incluindo moçambicanos na vizinha África do Sul, principalmente na região de Kwazulu-Natal.

Esta é a primeira vez que as organizações da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) e outros países se reúnem para avaliar esta situação desumana. Durante o encontro falarão representantes de organizações da sociedade civil e movimentos sociais da África do Sul, Moçambique, Zimbabwe, Botswana, Suazilândia, Nigéria e Quénia.