A Agência de Desenvolvimento e Empreendedorismo (ADE), um braço económico da Associação Aro Moçambique, prevê desembolsar cerca de 500 mil dólares norte-americanos para a implementação da segunda fase do projecto agro-acampamento, que arrancou hoje, quarta-feira, no Posto Administrativo de Changalane, no Distrito de Namaacha, Província de Maputo.

A iniciativa que será desenvolvida numa área de 50 hectares, repartida em um hectare para cada estudante, conta com a parceria da Majoi Agro Services e o Fundo de Desenvolvimento Agrário (FDA).

O programa prevê que os jovens estudantes explorem seus conhecimentos na área de produção agrária para o desenvolvimento do sector no país.

O agro-acampamento contempla vários blocos, como refeitório, dormitório, sala de frio para conservação dos produtos, sala de visita, escritórios, estacionamento de viaturas, entre outros compartimentos.

Espera-se que a juventude olhe para a agricultura como fonte de rendimento, de empregabilidade e de auto-emprego.

Neste projecto serão recrutados estudante finalistas do ensino superior, desempregados e não só da área agrária para colocar em prática os seus conhecimentos.

Idnórcio Muchanga

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.