Numa altura em que o Tribunal continua a julgar e a condenar indivíduos por envolvimento em acções operativas de raptos, dois cidadãos continuam no cativeiro. O Tribunal Judicial da Cidade de Maputo agendou dois julgamentos sobre raptos para breve, tendo observado todos os trâmites processuais para o efeito.

A Polícia afirma que continua a envidar esforços no sentido de neutralizar todos envolvidos nas acções de sequestros a partir dos operativos até aos mandantes e pede a máxima colaboração da população.