O Jardim Tunduro, que neste momento se encontra num estado de degradação, deverá beneficiar de reabilitação, a partir do mês de Janeiro do próximo ano. Com efeito, está agendado 

para esta semana o lançamento dum concurso, que visa seleccionar o empreiteiro que poderá levar a cabo o projecto que, se espera, traga uma nova vista àquele recinto.

O Jardim Tunduro é um dos vários recintos verdes que compõem a cidade de Maputo, onde, há já muito tempo, indivíduos de diferentes classes sociais procuram passar o seu tempo, uns, simplesmente aproveitando-se do ar puro que por ali se respira, outros, preparando e resolvendo os seus exercícios escolares, outros ainda, usando aquele espaço para a festa de casamento, entre outros propósitos.

Actualmente, o lugar não tem proporcionado prazer aos seus utentes, devido ao seu estado de degradação. Os bancos, as vias de acesso estão danificados; as árvores, velhas e sem nenhum tratamento.

Entretanto, com a reabilitação que se espera, esse cenário poderá mudar, pois estão contempladas intervenções nas vias de circulação interna, reabilitação dos bancos, do sistema de saneamento, da electricidade e água, assim como a construção de recintos de lazer, a título de exemplo, restaurantes, estes a serem geridos pela edilidade, e quiosques.

Espera-se ainda, com a nova estrutura, a colocação de letreiros que permitirão a identificação das plantas que ornamentam aquele espaço.

Conforme indicou o director-adjunto do sector de infra-estruturas do Conselho Municipal da Cidade de Maputo, António Simão Júnior, as obras poderão custar mais de cinco milhões de dólares americanos, sendo que a primeira fase do projecto, fase executiva, custou ao município e parceiros cerca de 300 mil dólares americanos.

Simão Júnior avançou ainda que o Conselho Municipal da Cidade de Maputo conta com a colaboração das empresas Caminhos-de-ferro de Moçambique e Vale Moçambique.

Recorde-se que, no âmbito dos planos de tornar a cidade capital mais limpa haverá, brevemente, a construção de parques e jardins ao nível dos bairros municipais.