Arranca, sexta-feira, a construção de raiz de duas infra-estruturas no Campus da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), nomeadamente o Departamento de Geologia e a Administração da Faculdade de Ciências.

As empreitadas, cuja duração prevista é de 18 meses, são financiadas pelo Banco Africano de Desenvolvimento em mais de oito milhões dólares norte-americanos.

O Departamento de Geologia será constituído por 15 salas de aula de 60 lugares cada, dois anfiteatros com a capacidade para 150 pessoas, cada, oito gabinetes para docentes, entre outros compartimentos.

Enquanto isso, o bloco da Administração da Faculdade de Ciências será composto apenas por gabinetes para funcionamento da direcção.

Ainda no campus universitário da UEM será construído, a partir do próximo mês, um centro estudantil, cuja função será de aconselhar os discentes e funcionários da universidade, para além de facultar informações dos diferentes sectores desta universidade.

Segundo o arquitecto Vicente Joaquim, director de Infra-estruturas e Manutenção da UEM, no próximo ano começa, com fundos próprios da “Eduardo Mondlane”, a construção da Escola Superior de Negócios e Empreendedorismo de Chibuto, Província de Gaza. Numa primeira fase serão construídas 42 residências para estudantes. A fase seguinte consistirá na edificação de outras infra-estruturas, de entre eles salas de aulas, refeitório e cozinha.

O Campus, com capacidade prevista de 3 mil estudantes, irá ocupar uma área de 20 hectares e terá diferentes infra-estruturas, desde biblioteca, salas de aulas, Lar de Estudantes com capacidade para acomodar 200 pessoas, entre outras.

 

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 286 visitante(s) ligado(s) ao Jornal