A Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) existe há 10 anos. Tutelada pelo ministro que superintende a área da Indústria e Comércio, tem como missão fiscalizar todos os locais onde se proceda a qualquer actividade industrial, comercial ou de prestação de serviços. Quando passa uma década após a sua criação, domingo foi à rua colher opiniões sobre o trabalho da instituição.

Faz um trabalho importante

‒João Casse, reformado

Penso que a INAE está a fazer um trabalho importante para todos nós, qualquer um que esteja atento pode notar isso. Os proprietários dos estabelecimentos comerciais e industriais estão a ter uma postura diferente, graças ao trabalho desenvolvido pela INAE, o que tem impacto na melhoria da saúde pública, que é uma das maiores preocupações.

Notamos que tem trabalhado junto às panificadoras, restaurantes, entre outros locais que lidam com produtos alimentares. É um trabalho bom, e esperamos que a inspecção seja constante, porque temos notado a venda de produtos fora do prazo.

A instituição é activa

‒Gustavo Mucavele, gestor empresarial

No meu entender, a INAE é uma instituição activa e que tem trabalhado para o bem da sociedade. Mas é preciso ter em conta que devem ponderar em algumas situações, porque não é fácil ter uma instituição limpa e a obedecer todas as recomendações.

Os inspectores alertam e fazem com que os restaurantes andem limpos, mas há vezes em que os proprietários não têm condições para colocar o local como mandam as regras. É neste sentido que digo que, às vezes, devem ponderar, tendo em conta a situação de cada um. Mas no fundo fazem um bom trabalho e deve continuar. Leia mais...

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 233 visitante(s) ligado(s) ao Jornal