Passados mais de 20 anos após se ouvir pronunciamentos relacionados com a produção de produtos alimentares geneticamente modificados, Moçambique acaba de obter, pela primeira vez, com sucesso os primeiros resultados de ensaios envolvendos variedades de milho.

Trata-se de resultados laboratoriais que tiveram como campo confinado a Estação Agrária de Chókwè, na província de Gaza, baseado em variedades resistentes a insectos e seca que grassam a região Sul do nosso país. O Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM), através do Projecto WEMA, contou com a participação dos membros do grupo inter-institucional sobre biossegurança (GIIBS) para levar a cabo o ensaio, cujos resultados foram tornados públicos na semana finda em Maputo.

Segundo Pedro Fato, um dos principais investigadores, este ensaio surge no âmbito da tentativa de resolução dos problemas do abrandamento da produção agrária originado pelos efeitos das mudanças climáticas que se têm estado a verificar. A seca e o aumento de pragas constituem problemas que a maior parte da região da África Austral enfrenta, facto que está a motivar os governos a desenvolver ensaios biotécnicos para mitigar os efeitos devastadores em relação à actividade agrícola.

O estudo demonstrou haver uma grande potencialidade de o milho transgénico poder ser tolerante a seca e pragas originadas por insectos. Em termos de diferença, ficou revelado que entre o milho normal e o geneticamente modificado existe uma diferença de 50 por cento.

“O rendimento aumentou duas vezes em relação ao milho normal no que respeita à resistência a insectos. Para a questão da seca temos cerca de 10 a 12 por cento, o que é razoável”, enfatizou Fato.

Tratou-se de um ensaio realizado nas condições de quarentena, mediante confinação sistémica, devendo se seguir a fase aberta para a libertação do gene ao meio ambiente.

Pedro Pato frisou que, para a segurança humana, qualquer estudo envolvendo organismos geneticamente modificados (OGM) tem sido acompanhado de fortes medidas de biossegurança.Leia mais...

Texto de Benjamim Wilson

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 280 visitante(s) ligado(s) ao Jornal