Opresidente cessante do MPLA, José Eduardo dos Santos, despediu-se ontem, em Luanda, das funções, assumindo que cometeu erros ao longo dos quase 40 anos no poder em Angola, mas garantindo que sai de “cabeça erguida”.

“Não existe, naturalmente, qualquer actividade humana isenta de erros e assumo que também os cometi, pois só deste modo os podemos ultrapassar”,disse o também ex-Chefe deEstado angolano (1979-2017),no discurso da abertura do sextocongresso extraordinário doMovimento Popular de Libertaçãode Angola (MPLA), convocadopara eleger João Lourençocomo novo líder do partido.

“Esta é a minha última intervenção na qualidade de presidente do MPLA”, começoupor afirmar, recordando queassumiu aquele cargo em 21 Setembrode 1979, após a morte doentão Presidente e Chefe de Estado,António Agostinho Neto.

Leia mais...

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 410 visitante(s) ligado(s) ao Jornal