Rogério Marinze, motorista que opera na rota Anjo Voador-Praça dos Combatentes, disse que a anterior tarifa de cinco meticais não favorecia para a sustentabilidade da operação de transporte. 

No seu entender, a nova tarifa vai minimizar os efeitos negativos dos custos de operação.

‘Eu estou contra o encurtamento. É melhor trabalharmos bem e não enveredarmos por esse caminho’, comentou Marinze.