A fúria de “Desmond” desencadeou, segunda e terça-feira da semana passada, chuvas intensas e causou ventos fortes, na ordem dos 85 quilómetros por hora, deixando um rasto terrível de destruição na província de Sofala. Para acompanhar a situação no terreno, o Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, visitou até ontem as áreas afectadas.

Os distritos da Beira, Dondo, Nhamatanda, Caia, Búzi, Marromeu, Marínguè, Gorongosa e Muanza foram os mais castigados. As autoridades locais relatam destruição de habitações, edifícios públicos e privados no rescaldo de uma calamidade que não poupou campos agrícolas, que se mantêm submersos. 

À tamanha desgraça somam-se danos avultados em pelo menos 10 troços rodoviários que ficaram intransitáveis devido ao alagamento. 

Texto: Abibo Selemane

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Leia mais...