O Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, reiterou que o Governo privilegia a criação de uma maior capacidade de resiliência a nível nacional, com vista a reduzir a exposição das comunidades locais, da economia e das infra-estruturas aos desastres naturais e riscos climáticos, uma vez que Moçambique é ciclicamente afectado por estes fenómenos.

O governante frisou que a nomeação, sexta-feira passada, de Augusta Maíta ao cargo de directora-geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) teve em conta as suas qualidades e competências profissionais demonstradas nas anteriores funções que desempenhou. 

"Esperamos de si que saiba responder aos múltiplos desafios que caracterizam o INGC, uma instituição estratégica e de extrema importância para o desenvolvimento", sublinhou.

Desafiou o INGC a trazer soluções inovadoras que incluem a mobilização de recursos para responder aos desafios impostos pelas mudanças climáticas.

Leia mais...

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 429 visitante(s) ligado(s) ao Jornal