O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, voltou semana passada a falar de sinais evidentes de que há moçambicanos, aparentemente abastados, que estão por detrás da instrumentalização de jovens que nos distritos do Centro e Norte de Cabo Delgado ‒ Quissanga, Macomia, Nangade, Mocímboa da Praia e Palma ‒ matam e saqueiam bens públicos e privados.

São pessoas que desde Outubro de 2017 empobrecem cada vez mais a região que clama pela melhoria das suas condições de vida, como, aliás, acontece um pouco por todo este país.

Não se tratando verdadeiramente de uma denúncia nova, desta vez o Chefe de Estado precisou que se trata de pessoas a viver nas grandes cidades que recrutam tais jovens para pretensos empregos no Norte do país, depois do que se vêem postos numa realidade de terem de perpetrar crimes contra compatriotas, comprometendo, deste modo, o seu futuro e dos outros.  Leia mais...


Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique