As empresas produtoras de embalagens que operam no país entendem que a abertura do mercado, no âmbito da implementação do Protocolo Comercial da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), está a colocar em perigo o seu renascimento, porque são forçadas a competir de forma desigual com congéneres bem consolidadas e cotadas do mercado sul-africano.

O Governo defende investimentos sérios na produção local de embalagens para que os produtos nacionais se tornem mais atraentes e aceites em mercados mais exigentes e competitivos.

Na recente Feira Internacional de Maputo (FACIM), o Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, enunciou que “é preciso assegurar que se reforce a colocação dos produtos nacionais no mercado interno e externo, o que passa pela melhoria da qualidade e uso de embalagens atractivas”.

Acrescentou que “um produto bem embalado ganha valor acrescentado e facilmente conquista mercados competitivos. Nos tempos que correm, uma boa embalagem, para além de ser atractiva, deve ser também amiga do ambiente e da natureza”. Leia mais...

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 661 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas