O Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, disse ontem na Feira Internacional de Maputo (FACIM) que o Governo reconhece aumento da oferta de produtos locais no país. No entanto, segundo o governante, é preciso assegurar que estes bens tenham maior colocação no mercado interno e externo, o que passa pela melhoria da qualidade e uso de embalagens atractivas.

Para o Governo, o aumento da oferta de produtos locais está a contribuir para a melhoria da segurança alimentar, bem como para a estabilidade do preço de produtos alimentares no mercado interno.

“Um produto bem embalado ganha valor acrescentado e facilmente conquista mercados competitivos e, cada vez mais, exigentes. Nos tempos que correm, uma boa embalagem, para além de ser atractiva, deve ser também amiga do ambiente e da natureza”, sublinhou o Primeiro-ministro.

Mais adiante, aludiu à necessidade de se continuar a promover esforços para a certificação de qualidade dos produtos nacionais para garantir a sua colocação nos mercados europeus, americanos, asiáticos, de entre outros, que são cada vez mais exigentes. Leia mais...

Texto de Angelina Mahumane e Idnórcio Muchanga


Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 301 visitante(s) ligado(s) ao Jornal