Uma cooperativa de agroprocessamento denominada Kuvanga, da província de Inhambane, recebeu um financiamento de cerca de seis milhões de meticais em 2016 para construção de uma unidade de processamento de fruta e já avança à conquista do mercado europeu. O primeiro entreposto é a Itállia.

Grethel Gianotti, representante de duas Organizações Não Governamentais (ONGs) italianas, nomeadamente SVI e SCAIP, que trabalham no distrito de Morrumbene, em Inhambane desde 2008, fez saber que num primeiro momento, estas organizações apoiavam actividades agrícolas e de formação com vista ao aumento da produção e melhoria das técnicas dos camponeses locais.

Conta que “a ideia era acabar com o problema da insegurança alimentar daquele distrito oferecendo à comunidade mecanismos modernos e simples de produção de culturas locais”.

Entretanto, ao longo dos anos verificou-se a necessidade de aumento das actividades o que culminou com a criação da Cooperativa Kuvanga em 2016, composta na altura por nove produtores locais. Ao mesmo tempo aquelas organizações financiaram a construção de uma unidade produtiva de transformação de fruta através do processo de desidratação.Segundo apuramos, as ONGs em causa compram fruta aos produtores, descasca, corta e desidrata, tornando-a numa espécie de snacks saudáveis. Actualmente processam banana, manga, coco, ananás e moringa.

Tudo começou por causa do excedente da manga que víamos no distrito de Morrumbene. Tinha muito desperdício por falta de uma indústria transformadora. Foi então que decidimos construir uma pequena unidade que pudesse transformar e tornasse possível o consumo durante o ano”, destacou Grethel Gianotti. Leia mais...

Texto de Angelina Mahumane

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 329 visitante(s) ligado(s) ao Jornal