Iniciou esta manhã, no Centro Internacional de Conferências Joaquim Chissano em Maputo, a 1ª Edição da Conferência Internacional sobre Economia Azul intitulada Crescendo Azul, sob o lema “Exploração sustentável e Compartilhado dos Oceanos”.

Procedendo à abertura do evento de dois dias, o Presidente da República, Filipe Nyusi, afirmou que Moçambique pretende juntar-se ao movimento global de chamamento para acção, lançado pelas Nações Unidas e por vários organismos responsáveis pela sustentabilidade dos Oceanos no quadro da implementação do Objectivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecendo uma plataforma de diálogo permanente, a realizar-se em séries bienais denominada de conferência Crescendo Azul.

Ao organizamos esta conferência fazemo-lo não somente como plataforma de dialogo pela qual nos juntamos ao movimento global, como também para expressarmos o nosso desejo de juntos, com os vizinhos da região do oceano índico ocidental, crescermos e que de azul contribuamos por um futuro cada vez melhor do planeta”, disse.

Ainda de acordo com o Presidente, Moçambique tem obrigações e responsabilidades acrescidas nesta frente universal da defesa do Oceano daí que “estamos empenhados na elaboração de um plano de acção nacional para combater o lixo marinho, no qual assentará a tomada de medidas vigorosas contra o lixo plástico, em particular e a promoção de uso sustentável de águas interiores como rios e lagoas”.

Nyusi destacou que a vulnerabilidade do país a eventos naturais torna os desafios impostos pelas mudanças climáticas uma prioridades para o Governo moçambicano. “Por isso é nossa expectativa que deste fórum internacional, a partir de experiências, vivências e realidades distintas, possamos comungar formas de como fazer face a estes eventos extremos através da implementação de soluções conjuntas e resiliente”.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 349 visitante(s) ligado(s) ao Jornal