A Bolsa de Mercadorias de Moçambique (BMM) está em processo de reestruturação com vista a responder ao propósito para o qual foi criada, que é ligar o pequeno produtor à comercialização, com preços justos e assim acabar com alguns desmandos que têm acontecido. Este processo passa pela introdução de leilões de mercadorias que se espera que aconteça a partir do próximo mês de Abril.

A Bolsa de Mercadorias está a gerir sete complexos de silos que são compostos por 27 silos e respectivos armazéns. Cada complexo tem de 3 a 5 torres, também conhecidas por silos individuais, que têm a capacidade de armazenamento estimada em mil toneladas por cada unidade. 

Com estas infra-estruturas, Moçambique tem uma capacidade de armazenamento de 49.500 toneladas, mas actualmente estão em uso cerca de 28.500 toneladas. A justificação, segundo a Presidente do Conselho de Administração (PCA) da BMM, Victória Daniel Paulo, é que aquelas infra-estruturas foram erguidas para gerir grandes volumes de mercadoria.

Texto: Angelina Mahumane

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Leia mais...

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 454 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas