QUALIFICAÇÃO AO AFROBASKET: “Sexta” negra em Kigali!

Sexta-feira negra em Kigali. Moçambique somou por derrotas todos os três jogos disputados na primeira janela de qualificação ao Afrobasket-2021: 87-58 diante de Angola; 53-60 diante de Senegal e 62-79 contra Quénia. De todas as derrotas, a de sexta-feira (62-79), diante do Quénia, foi a mais pesada, não pelos números, mas pelas expectativas: acreditava-se que seria o adversário mais acessível, com quem conseguiria pelo menos uma vitória nesta etapa.

Assim, Moçambique tem responsabilidades acrescidas na segunda janela de qualificação, a decorrer entre os dias 19 e 21 de Fevereiro de 2021, num país por indicar pela FIBA-África. Todavia, a Selecção Nacional já demonstrou a pretensão de acolher a derradeira fase de qualificação ao Afrobasket de Ruanda-2021. Para o efeito, Moçambique deve vencer dois jogos na segunda janela ou pelo menos vencer Quénia por mais de 17 pontos.

Coach Mila promoveu alternações no cinco inicial. Entrou com Pio Matos, Kendall Manuel, David Canivete, Helton Ubisse e Custódio Muchate. Os constrangimentos começaram com a tabela do Kigali Arena. A substituição forçou um atraso do jogo em 30 minutos. Ultrapassados os constrangimentos da tabela, as duas equipas entraram em campo e protagonizaram um equilíbrio no primeiro quarto. O combinado nacional chegou a ter uma vantagem de cinco pontos, mas os primeiros 10 minutos com uma igualdade (19-19) que revelava o equilíbrio. Leia mais...

TEXTO DE  DEANOF POTOMPUANHA

Classifique este item
(0 votes)