Print this page

Sanitários para lordes em Guachene

Setembro 26, 2020 518

Não há como não acreditar que existem pessoas de sangue azul. Eleitas. Escolhidas a dedo para reinarem sobre os demais. Só pode... senão como explicar que se gaste uma pipa de massa para construir urinóis públicos?

Uma ressalva... essa coisa de viver de salário mínimo e andar de “My Love” acaba por influenciar a forma como olhamos para o mundo; sim, porque para quem ganha 5 paus, saber que alguém aufere no final do mês uns 15 paus mexe com a sua auto-estima. É natural que assim seja, até porque, como se sabe, a galinha do vizinho é sempre mais gordinha do que a nossa.

Então, deve ser por isso que Bula-bula ficou com as orelhas em brasa quando viu a tabuleta que indica a construção de um sanitário público em Guachene – só para clarificar, Guachene fica em KaTembe, um dos distritos municipais da cidade de Maputo.

Ali juntinho da placa, um montinho de blocos indica que a obra já começou e vai durar nada mais, nada menos do que 6 meses. Atenção que estamos a falar de um sanitário público e a julgar pelo que se vê um pouco por aí... dá para imaginar o que é que vai sair ali.

Mas, com o benefício da dúvida, Bula-bula quer acreditar que está equivocado. Que os dois milhões e cento e tal mil (2.189.133,04 Mt) destinam-se mesmo à construção de alguma coisa com alto nível de qualidade. Provavelmente terá pias banhadas em ouro, maçanetas cromadas, água 24 sobre 24 horas, papel higiénico perfumado e com desenhos de ursinhos em alto relevo, sabão líquido com cheiro a morangos, entre outras comodidades dignas de um lorde. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)