Nem sequer o factor casa se afigura como calmante suficiente para a União Desportiva do Songo na recepção, a partir das 15 horas, à UP de Lichinga, uma das revelações do “Moçambola” concluídas oito jornadas. Este é dos duelos mais interessantes de seguir na nona jornada em disputa desde a tarde de ontem.

A equipa de Chiquinho Conde está no topo da classificação com 16 pontos e semana passada somou a sua segunda derrota na deslocação a Nacala diante do Desportivo. Até que ponto ficou marcada pelo resultado negativo é a questão que se coloca e terá de apresentar a resposta frente aos “universitários” do Niassa a praticarem um bom futebol e a amealhar pontos, somando agora 13 depois de bater jornada anterior o Costa do Sol.

O experiente Aníbal Armando vai dirigir o desafio, assistido por Manuel Nelson e Hilário Vilanculos, sendo Dino Inácio quarto árbitro.

Em Nampula, há um cruzamento entre “locomotivas” pressionadas a pontuar depois dum arranque titubeante. A turma de Arnaldo Salvado soma doze pontos e em casa de vitória ultrapassa o seu homónimo de Maputo, com 14 pontos conquistados.

Vai dirigir o desafio o árbitro Simões Guambe, auxiliado por Olívio Saimone e Isac Domingos, sendo Inácio Sitoe quarto árbitro.

Na Matola, a Liga Desportiva de Maputo tem tudo para diante do Chingale de Tete cimentar a sua posição no pelotão do campeonato e sublinhar definitivamente que é mesmo sério candidato á conquista do título.

Com 16 pontos conquistados, a Liga Desportiva recebe um Chingale enfraquecido a acumular derrotas, somando cinco pontos. O árbitro principal será Paiva Dias, coadjuvado por José Mhula e Adão Tsucane. Felisberto Timane será quarto árbitro.

O campeão em título, Ferroviário da Beira, doze pontos, joga em Quelimane contra o 1º de Maio, sete pontos, num embate que não se vislumbra nada fácil para os beirenses.

Feliciano dos Santos vai apitar o encontro, auxiliado por Raimundo Artur e Amisse Abacar. Nelson Validez será quarto árbitro.

Clube do Chibuto, doze pontos, recebe Desportivo de Nacala, nove pontos, num dos desafios que o equilíbrio deverá ser a nota dominante.

A Comissão Nacional de Árbitros de Futebol indicou Paulo Jones para apitar a partida, assistido por Júlio Muianga e Carlos Mussane. Abdul Scander será quarto árbitro.

Textáfrica e ENH de Vilankulo protagonizam na Soalpo o duelo pela manutenção, numa altura que os “fabrís” somam dez pontos e tem na sua defesa o elo mais fraco, tendo já sofrido doze golos.

Esta é, de resto, uma oportunidade para o ENH de João Chissano, cinco pontos, começar a mostrar se tem ou não estofo para manter-se na prova.

O desafio será dirigido por César Colar, assistido por Amisse Djuma, Estrela Goncalves e Celestino Gimo (quarto árbitro).

Saha Domingos vai dirigir o desafio agendado para o campo da Bela Vista entre Ferroviário de Nacala e Associação Desportiva de Macuacua, com oito e quatro pontos, respectivamente.

Será o reencontro de Nacir Armando com sua antiga equipa e oportunidade para Rogério Balate “Zulu” demonstrar se merece ou não continuar à frente dos “locomotivas”.

Uma derrota pode ser fatal para Zulu, num jogo que os árbitros assistentes serão Narcos Marrengula e Felisberto Nanlelo. Mateus Concodjo será quarto árbitro.

Todos os jogos iniciam às 15 horas, excepção o do Chimoio, marcada para arrancar as trinta minutos mais cedo.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 298 visitante(s) ligado(s) ao Jornal