O duelo entre os Ferroviários da Beira e de Maputo no “Chiveve” será jogado com as atenções viradas para as incidências do campo de HCB do Songo, onde a turma da União Desportiva local recebe o ainda aflito Chingale.

A equação é simples: disputadas 22 jornadas, a equipa do Songo lidera o “Moçambola” com 45 pontos, enquanto os Ferroviários da Beira e de Maputo seguem nas terceira e quarta posições com 39 e 38 pontos, respectivamente.

Daí que o Ferroviário que sair derrotado da Beira pode hipotecar a disputa do título, dependendo do que a equipa de Artur Semedo produzir em casa diante de um Chingale preocupado em pontuar, somando 22 pontos em 12.° lugar, apenas um depois do 1.° de Maio de Quelimane, que está em posição de despromoção.

Celso Alvação vai apitar o jogo da Beira, assistido por Teófilo Mungói e Castro Betane, sendo Pereira António quarto árbitro. No Songo, o árbitro será Paiva Nsone, coadjuvado por Baltazar Nhacumbe e Gerson Sevene. César Colar será quarto árbitro.

O segundo classificado, Ferroviário de Nampula, 39 pontos, joga em Maputo com o irregular Costa do Sol, 11.°, 25 pontos. Jogo complicado para ambos os conjuntos, mas, a esta altura, com o favoritismo a pender para os forasteiros.

No campo do Costa do Sol, Simões Guambe será o árbitro, assistido por Domingos Machava e Cláudio Macamo. Estêvão Matsinhe será quarto árbitro.

A Liga Desportiva de Maputo recebe na Matola o Desportivo de Nacala, num encontro de derrotados quarta-feira passada. Os “muçulmanos” somam 35 pontos na sexta posição e os nacalenses 28 na décima posição. Bom duelo em perspectiva a ser dirigido por Eduardo Chissano, assistido por Manuel Nelson e Adão Tchucane, sendo Paulo Buque quarto árbitro.

O Clube do Chibuto, 37 pontos, quinto classificado, enfrenta o Desportivo do Niassa em Lichinga. A equipa da casa está aflita com 13 pontos e encara a partida como mais uma final. O Chibuto está avisado.

Inácio Sitoe será o árbitro, coadjuvado por Olívio Saimone e Raimundo Artur. Braime Mavila será o quarto árbitro.

O ENH de Vilankulo, na sétima posição, 31 pontos, tem uma deslocação difícil à Zambézia para se bater com o aflito 1.° de Maio de Quelimane, a necessitar de pontos com urgência para livrar-se da despromoção.

Não se adivinham facilidades para ambos os conjuntos num desafio a ser dirigido por Sérgio Rumabe, com ajuda de Carlos Guambe e Isac Domingos, sendo Jaime Jemusse quarto árbitro.

Outro aflito e a espreitar a zona de despromoção, Estrela Vermelha, tem uma tarefa árdua no Zimpeto diante do Maxaquene. Os “tricolores” continuam irregulares e seguem na oitava posição com 29 pontos, contra os 21 dos “alaranjados” que estão em queda livre.

A partida será dirigida por Zefanias Chijamela, assistido por Júlio Muianga e Joaquim Sambo. Filimão Correia será o quarto árbitro.

O último classificado e quase com bilhete de regresso ao Campeonato da Cidade de Maputo, Desportivo, 12 pontos, joga no difícil terreno de Nacala frente ao Ferroviário.

Só um milagre pode permitir aos “alvi-negros” saírem de Nacala com os três pontos. Filimão Filipe será o árbitro, coadjuvado por Amisse Abacar, Fonseca Cuinica e Feliciano dos Santos (quarto árbitro).

Todos os jogos iniciam às 15.00 horas.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 645 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas