– refere Silvana Kampmann, namorada do treinador

Deixou-se conquistar pela determinação de Abel Xavier, com quem namora há quase dois anos. E mostra-se feliz por vê-lo à frente da selecção de Moçambique,escreve a Revista Record no seu número 51 que passamos a citar.

Ele merece”, diz Silvana pela indicação do seu namorado para seleccionador dos “Mambas”. Saiu do Brasil, sua terra natal, aos 17 anos de idade. Sozinha seguiu para Portugal à procura de uma vida melhor. 14 anos depois conheceu Abel Xavier “num evento contra racismo e discriminação social”, recorda. “Eu recebia os convidados e ele era um dos embaixadores.”

Abel Xavier não se aguentou com o que via nela. “Pediu-me o número de telefone e começámo-nos a conhecer”, relata.   

O ser determinado e gostar do que faz e ser uma pessoa forte foram determinantes para Silvana aceitar namorar com Abel Xavier.

Silvana Kampmann, modelo fotográfico, diz que casar e fazer filhos ainda não faz parte dos planos dos dois.

Sente orgulho em ver o seu namorado no cargo de seleccionador de futebol de Moçambique e realça: “Fiquei muito feliz. Ele merece. Era o que estava a precisar, gosta de desafios e vai dar-se bem. Ele é persistente, vai à luta. É carinhoso.” E o defeito dele? Não se demora em dizer “é teimoso.”

No Brasil, Silvana era adepta do Flamingo. Em Portugal é do Benfica. E assume-se “apaixonada por desporto.” É praticante de pilates, desde que foi submetida à cirurgia de lesão na coluna. Pilates é uma forma de condicionamento corporal que consiste num conjunto de alongamentos e fortalecimento muscular.

Recomendo vivamente pilates a qualquer pessoa. Faz bem ao corpo e à mente. Aprende-se a respirar melhor porque temos de coordenar a respiração com os movimentos”, explica.

Quanto aos jogos olímpicos do Rio de Janeiro, a namorada do português Abel Xavier (nasceu em Nampula) diz esperar “muitas medalhas para Portugal e Brasil”.