A Selecção Nacional de Futebol de Sub-20 joga hoje em Lusaca, capital da Zâmbia, pelas 15:00 horas, diante da sua similar local, em jogo da segunda mão da segunda eliminatória de acesso ao Campeonato Africano das Nações da modalidade (CAN) cuja final terá lugar no Senegal em 2015. Os Mambinhas partem em desvantagem para este embate atendendo que consentiram uma derrota caseira, por 2-0, no jogo da primeira “mão”.

Os treinados de Augusto Matine, que se encontram em território zambiano desde a sexta-feira passada, realizaram um treino de adaptação no Nkoloma Stadium, local onde defrontarão o seu adversário hoje.

Para este embate o combinado nacional conta com um naipe de 17 jogadores. Dos indisponíveis destacam-se Witness, Faisal Bangal, Norberto (capitão), Seven e Ifren,  este último que foi crucial na vitória de Moçambique na eliminatória passada diante da Namíbia.

Caso Moçambique queira continuar a sonhar com a qualificação, terá que no mínimo vencer por uma margem de três golos (já que os zambianos levam a vantagem de dois tentos) e não sofrer nenhum, ou empatar a eliminatória e forçar a marcação de grandes penalidade para o desempate. Missão difícil mas não impossível.

É preciso encarrar este adversário com respeito tendo em conta que mostrou ser equipa forte, organizada e objectiva nas suas pretensões. Patrick Ngoma, o autor de um dos golos dos zambianos, foi quem mais dores de cabeça deu aos nossos defesas, dai que, há  que se e ter maior atenção neste secto .

Para Nelinho, técnico-adjunto dos “Mambinhas”, é importante rectificar os erros cometidos no jogo da primeira mão e encarrar este desafio de forma aguerrida.

– Estamos confiantes de que iremos dar o melhor de nós e ganhar a eliminatória embora saibamos que não seja tarefa fácil jogando fora de casa. Trabalhámos no treino de ontem no sentido de concentrar a equipa mentalmente e elevar os índices de confiança. Os jogadores responderam positivamente. É preciso ter muitas cautelas nos aspectos defensivos porque, pelo que sabemos, a Zâmbia é muito ofensiva, apontou Nelinho.

O quarteto de arbitragem deste desafio é oriundo das Ilhas Maurícias enquanto que o comissário da CAF é do Zimbabwe. Moçambique faz-se representar com uma delegação composta por 25 elementos, dos quais 17 são jogadores.

Eis a lista dos convocados: Liga Muçulmana - José da Silva, Leonardo Caido e Alan Simão  Desportivo de Maputo - Pedro Dimande, Hermínio Mussagy, e Helton de Oliveira Chavanguana; Clube de Chibuto – Jimmy Mkondo: Costa do Sol – Daniel Mutambe, Elias Bong, Salomão Mondlane e Rodrigues Chereque; Maxaquene - Bernardino Joaquim; Fer. Beira- Gildo Vilanculos e Chafi Mussa;  HCB - Luís Miquissone, Ricardo Topoco e Pedro Pedro; Desportivo de Nacala – Satar Charfudini; AMEC- Germino Eduardo e Narciso Emílio;Academia Mano Mano- Fernando Magaia

Raimundo Zandamela, em Lusaka.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 424 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas