Está envolta numa grande confusão a questão da colocação da relva sintética, no campo do Ferroviário de Quelimane. A promessa que havia sido feita pelo Presidente da Federação, Feizal Sidat, está só parcialmente cumprida. Porquê?

É que a relva chegou, está ainda encaixotada, o tempo está a correr e não se vê com bons olhos o início da colocação de imediato pois não irá a tempo de receber os primeiros jogos.

Alternativas: a utilização do campo do Sporting local de imediato, dando tempo a que o processo de arrelvamento se processe sem sobressaltos. A disponibilidade dos “leões” é total.

Para além desta, outras hipóteses estão a ser equacionadas. Tudo menos iniciar o campeonato a jogar fora de portas – nos jogos de casa – privando e “amolecendo” o grande entusiasmo dos zambezianos em ver na sua terra, futebol de primeira água.