O Ferroviário de Maputo simplificou uma equação que parecia difícil de solucionar, vencendo o rival Maxaquene, por 3-1, em desafio decorrido na tarde de ontem, no Estádio da Machava.

Os “locomotivas” foram ao intervalo em vantagem, fruto do golo de Mário, aos 43 minutos, que se beneficiou da lentidão dos defesas adversários e num ressalto bateu o irrequieto Yang.

A vantagem ao intervalo justificou-se pela agressividade revelada na abordagem dos lances, contra um Maxaquene que experimentou muitas dificuldades na construção do seu jogo, sobretudo na zona intermediária.

No regresso dos balneários, os “tricolores” falharam o empate quando Victor acertou no poste. O Ferroviário continuou assertivo e marcou dois golos de rajada por Alain e Mário, aos 75 e 78 minutos. Leia mais...

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 408 visitante(s) ligado(s) ao Jornal