A Selecção Nacional de Futebol “Mambas” regressou a Maputo na passada sexta-feira depois de uma prestação desastrosa no torneio Cosafa que decorre em Durban, África do Sul.

A equipa moçambicana somou apenas dois pontos nos três desafios disputados. Mesmo tendo convocado um grupo de jogadores experientes em competições internacionais, Abel Xavier saiu do torneio Cosafa novamente frustrado e com razões para reflectir sobre o seu futuro.

O arranque na prova foi com uma derrota por duas bolas a uma, com o golo moçambicano a ser marcado por Wity, que na altura foi de empate. Nos derradeiros minutos os namibianos marcaram o golo da vitória.

Seguiu-se o encontro com as Seychelles, no qual a exibição da equipa moçambicana foi pior, terminando o desafio empatado sem golos.

Já sem hipóteses de qualificação aos quartos-de-final, os “Mambas” despediram-se com novo empate diante do Malawi, a um golo, com Jeitoso a restabelecer a igualdade nos instantes finais do encontro.

ALVO INDIRECTO

Abordando a prestação da equipa moçambicana na prova, o seleccionador nacional, Abel Xavier, começou por queixar-se da forma como decorreu a preparação da equipa na prova.

Houve um revés porque só trabalhámos com 10 jogadores e só conseguimos jogadores por dois dias. Nunca ninguém havia marcado jogos da Taça numa altura em que se prepara para o COSAFA. Viajámos com a ambição de poder conseguir sarar a dor do povo, dos jogadores e da federação que também investiu. A dor do povo foi largamente sentida. Em relação à competição, infelizmente não entrámos bem. Fui bastante duro com os meus jogadores. Subestimámos os nossos adversários, em particular a Namíbia. Jogámos de forma descaracterizada em relação àquilo que são as nossas bases.”

Texto de Raimundo Zandamela, em Durban

Leia mais...

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 258 visitante(s) ligado(s) ao Jornal