Quem vê água não vê corações

Sobre a importância da água, sobrou tão pouco por dizer que até soa a heresia abordar o tema... água não devia ser motivo para “bate-boca”... infelizmente, em pleno século XXI, ainda temos de nos bater por causa do líquido incolor, inodoro e insípido...

E a batalha, meus caros, está longe do epílogo. Bula-Bula está a rever Sun Tzu para ver que estratégia adoptar para ganhar alguma vantagem nesta batalha... é que o pessoal das “Águas de Maputo” não facilita nem um pouco.

Vamos aos factos... há coisa de mais ou menos meio ano que o contador da modesta “flat” onde Bula-Bula repousa o pobre esqueleto depois da labuta diária está com o mostrador embaciado que é o mesmo que dizer que nem à lupa se consegue ver os números que lá estão.

Curiosamente, todos os meses, um sujeito das “Águas” faz-se ao local alegadamente para fazer a leitura do consumo mensal. Bula-Bula ainda está a contactar um amigo funcionário da NASA para ajudar a perceber como é que o diligente funcionário faz a tal leitura num contador embaciado e bafiento… e pelo que se verifica, há mais contadores no mesmo prédio com o mesmo problema. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)