Print this page

Coleccionar obras de arte é guardar dinheiro

Janeiro 30, 2021 1194
Sem turismo, sem venda de obras de arte Sem turismo, sem venda de obras de arte

A entrada principal do edifício do Núcleo de Artes, sito na cidade de Maputo, dá acesso directo à galeria, onde está patente uma exposição permanente, a reflectir sobre vários temas, sendo que um deles é o caos que o mundo vive com a pandemia do novo coronavírus.

Quem logo ao entrar levantar a cabeça dá de cara com o quadro do artista plástico Simbroz, uma pintura fenomenal e que melhor retrata esses dias nebulosos.

Na tela, uma jovem mulher dá vida à obra, um semblante melancólico, triste, depressivo... Tem olhos azuis, cabelo preto e uma máscara prostrada a ocupar metade da face na luta para evitar a possível contaminação. O quadro foi feito à base de um cinzento e preto, para melhor caracterizar os dias actuais.

PRETILÉRIO MATSINHE
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Classifique este item
(0 votes)