REFORMA AGRÁRIA: “Sustenta” é para produzir!

“Perdemos muito tempo… Precisamos de avançar”. Foi o próprio Chefe de Estado quem o disse do púlpito que lhe foi montado na cidade de Tete para a cerimónia de lançamento do “Sustenta” que, na verdade, é um programa de pura reforma do sector agrário nacional. A ser concretizado como vem no papel, finalmente a agricultura transformar-se-á na base de desenvolvimento e o país poderá ter uma palavra a dizer no que ao agro-negócio diz respeito.

Durante a cerimónia de lançamento deste programa, o ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Celso Correia, procurava conter a alegria de ver concluída a fase teórica para se passar à acção neste domínio que há muito constitui um anseio colectivo dos moçambicanos.

A cerimónia ainda não tinha começado e ele já nos assegurava que aquele seria o momento de mudança total de paradigma no sector agrário porque um milhão de famílias camponesas passaria a estar envolvido num movimento nacional jamais visto de produção e de aumento de produtividade.

Enquanto isso, empreendedores de diverso quilate passariam a se dedicar ao agro- -processamento e outros à comercialização para que, definitivamente, o ciclo de produção se feche, uma vez que este sempre teve inúmeras e gordas fissuras que debilitavam este sector e o tornavam o elo mais fraco da economia nacional.

Para o alcance destes objectivos, o Governo posicionar-se-ia como criador e facilitador de condições para o provimento de insumos de grande qualidade, equipamentos apropriados, assistência técnica pelos serviços de extensão agrícola e várias formas de capacitação. Leia mais...

Texto de Jorge Rungo

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)
Script: