ATAQUES NO CENTRO E CABO DELGADO E COVID-19: Nyusi fala das condicionantes da execução do Plano do Governo

O Presidente da República, Filipe Nyusi, afirmou que três grandes desafios condicionam a implementação do Programa Quinquenal do Governo (PQG) 2020-2024, nomeadamente, o terrorismo em Cabo Delgado, ataques armados na região Centro e a pandemia da covid-19.

Observou tratar-se de ameaças às quais os moçambicanos não devem vergar de modo a levar o país ao desenvolvimento integrado.

Filipe Nyusi, que falava sexta-feira no balanço da visita de um dia à província de Inhambane, referiu que o terrorismo na província de Cabo Delgado e os ataques armados em Manica e Sofala “são um factor perturbador à evolução normal da trajectória do desenvolvimento traçado pelo Governo para o presente quinquénio”.

Sublinhou que os terroristas que actuam em Cabo Delgado e os malfeitores no Centro do país nunca apagarão a história de Moçambique, apelando a população a redobrar a vigilância e denunciá-los às autoridades competentes para a sua responsabilização criminal. 

Ainda sobre o terrorismo afirmou que está a acompanhar a situação e entende haver muitos cenários, entre eles guerra religiosa, motivação das riquezas e étnica, assimetrias, desemprego, “mas que isso não constitui nenhuma razão para justificar as mortes que ocorrem”.

“Continuaremos firmes para defender cada metro quadrado deste país e apelamos à população de Inhambane para ficar vigilante e preparar-se para defender cada metro quadrado do seu distrito, província, pois, assim todos estaremos a defender o país dos invasores que contam com a mão externa”, afirmou. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)
Script: