AMarrabenta, um estilo musical predominante na região sul do país, vai ganhar um documentário designado “Marrabenta – Música para a Vida”. Trata-se de uma iniciativa da Cine Group, produtora brasileira, que tem como finalidade divulgar nacional e internacional, esse estilo musical,criado na década 30.

O documentário tem como protagonistas lendas vivas e grandes autores da Marrabenta nomeadamente Dilon Djindji, Wazimbo, Chico António, Mingas e João Domingos,cujopúblico terá a oportunidade de conhecer a sua intimidade e rotina.

Para retratar a história daquele ritmo, os músicos acima referenciados farão um espectáculo que servirá de base musical para o documentário. Será feito ainda um registo da carreira e vida pessoal dos mesmos, isto é, onde vivem, suas rotinas, amigos, família, admiradores, além de curiosidades que marcaram suas vidas.

O resultado será um retrato da arte destes músicos, fundamentais para se compreender a cultura contemporânea de Moçambique.

O documentário conta também com a participação do músico e etnomusicólogo Moreira Chonguiça.

Segundo Mónica Monteiro, produtora da Cine Group, “Marrabenta – Música para a Vida” será um documentário que vai valorizar os artistas que iniciaram esse movimento. Porque se o Samba é brasileiro e o Fado é português, a Marrabenta também tem que ser evidenciada como de Moçambique”.

Mónica Monteiro disse que as gravações estão a decorrer num bom ritmo e o documentário estará pronto no segundo semestre do corrente ano. Com isso, nos meses de Agosto e Novembro, será divulgado em Moçambique e Brasil, respectivamente.“Vamos exibí-lo nas televisões dos dois países e outros países, para que as pessoas tomem conhecimento desse estilo musical.

O projecto conta com a realização do moçambicano Victor Lopes, radicado no Brasil há 37 anos, que volta à sua terra natal pela primeira vez, desde que sua família deixou o continente logo após a Independência.

Victor Lopes diz ser uma honra realizar um filme sobre a Marrabenta na sua terra natal e retratar a potência rítmica, poética e filosófica do seu universo.

A produtora Cine Group (antes CINEVIDEO) está há 18 anos no mercado, sendo que é especializada no desenvolvimento de programas de televisão, documentários, vídeos, filmes publicitários, além de curtas e longas-metragens.

Cine Group já fez trabalhos como Chegadas e Partidas, Boas Vindas, Mulheres de Aço, Parto Pelo Mundo/GNT, Destino Educação/TV Futura, Mama África, Mulheres Africanas – A Rede Invisível, documentário exibido nos cinemas das principais capitais brasileiras, entre outros.