O Festival Municipal de Batuque  vai  premiar no próximo  dia 9 de Novembro, no FEIMA, os grupos vencedores da oitava edição.   Actualmente decorrem as fases intermédias que vão culminar com a indicação dos grupos finalistas, dos quais três serão premiados.

Eldorado Dabula, Director do Centro Cultural Ntsindza, afirma que o Festival Municipal do Batuque foi criado no ano de 2006 na Vereação de Educação Cultura e Desportos como forma de colmatar a falta de eventos na cidade. “ O festival deveria englobar todos os eventos de canto e dança que esporadicamente se faziam nos bairros e quarteirões. Como metodologia os grupos do bairro competem entre si por  forma  a escolherem os que transitam para a fase  distrital. E, por fim, no dia 10 de Novembro procede-se a escolha do grupo vencedor que representa durante um ano a cidade de Maputo”.

Questionado sobre a finalidade da criação do festival, Dabula disse: “A princípio pretendia-se enaltecer e preservar as danças tradicionais da cidade e Província de Maputo. Contudo, dado o carácter multicultural desta cidade, passou-se a apresentar as danças de todo o país”.

PRÉMIOS MAIS ALICIANTES

Fora o prestígio grangeado pelos grupos que conquistam os primeiros três lugares, o festival municipal estimula a participação através dos prémios.

Quando o festival foi criado, tinha como prémio um valor de 30.000,00 (trinta mil meticais). Contudo, de um tempo para cá, isto é, desde as primeiras edições, os prémios   tem sido melhorados, tanto que actualmente o grupo vencedor recebe a quantia de 100.000,00 (cem mil meticais).

Não só os prémios foram acrescidos, assim como o festival ganhou outro dinamismo. “É de considerar que o festival foi remodelado no ano de 2011 contemplando agora três categorias de participantes a saber: crianças, jovens e adultos. Nas primeiras edições este festival decorreu na Praça da Independência, tendo nos últimos dois anos sido feito na FEIMA – Feira do Artesenato, gastronomia e flores de Maputo”, explica Dabula.

Por forma  a torná-lo abrangente e dinâmico, o festival teve ano passado, uma componente nova. “Para além das três (3) fases definidas no regulamento, introduziu concertos distritais, que envolveram três componentes: dança, música e gastronomia”.

Segundo explicou Dabula, o Festival já está a decorrer em todos distritos Municipais, a nível dos bairros, seguindo depois para a fase Distrital que se inicia na última semana de Outubro e por fim a fase da cidade (final), que está agendada para o dia 09 de Novembro na FEIMA onde se fará a premiação dos vencedores das três (3) categorias.