Participou da gravação do actual Hino Nacional “Pátria Amada”. Passeou a sua classe nos álbuns “Portrait”, de Jimmy Dludlu; “Nkhuvu”, de Stewart Sukuma; e no “Massone”, disco de Carlitos Gove. Falamos do Maputo Jazz Espiritual Choir ou Majescoral, como sobejamente é conhecido, que fez em Agosto último 25 anos de existência. Pela ocasião, há festa, das grandes... e vai até 2020.

A festa do Majescoral, criado pelo maestro moçambicano Faustino António Chirute, formado em Regência Coral e Orquestral na Rússia, e o mestre autodidacta Ricardo Cândido, ambos falecidos, teve início em Setembro com o lançamento do projecto “Majescoral: 25 anos cantando e formando”.

Depois do evento de Setembro seguiu-se um concerto a 19 de Outubro. Foi na Cadeia Feminina de Ndlhavela. O grupo levava consigo mensagens de esperança às mulheres que, por razões diversas, tiveram as suas liberdades “penhoradas”. Naquele dia, elas esqueceram-se de tudo e brotavam-lhes sorrisos a todo instante. Foi um dia de euforia. Leia mais...

Texto de Maria de lurdes Cossa

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. 

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 424 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas