Quando poucos olhavam para os artistas que se dirigiam à Rádio Clube para despertar, serem descobertos e mostrar a sua criatividade, um homem generoso, atencioso e de voz grossa esquecia tudo e dedicava atenção especial aos jovens principiantes na música. Trabalhava, vivia e convivia com eles, como se de irmãos, filhos se tratassem. Deu oportunidade a alguns para gravarem pela primeira vez. Alguns desistiram, mas muitos ganharam o gosto e não mais pararam. O seu nome é António Alves Fonseca.

O seu estúdio estava ou está ainda no local onde funcionava o então Ministério da Administração Estatal, ao lado da Rádio Moçambique.

As suas gravações, feitas durante a semana e final de semana, decorriam tipo brincadeira, divertimento. A moda pegou e do simples prazer de gravar, António Alves Fonseca passou a alimentar diversas estações da Rádio Clube. Mas não foi apenas no estúdio onde ele gravou. Fê- -lo em vários locais, tais como: carnavais da Malhangalene, Jam session no Dita, entre outros lugares.

Texto: Frederico Jamisse

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. 

Leia mais...