Por artes e berloques…

Há um edifício que está a fazer transpirar algumas pessoas na cidade da Beira. A confusão é tanta que até há “troca” de responsabilidades. Um quer fazer o que não é da sua área – se calhar para mostrar serviço – e outro salta que nem um cangurú em tempo de calor extremo. É um vê se te avias…

A cena seria risível se não fosse o perigo que tal empreitada representa para dezenas de pessoas que, por razões várias, aportam àquela cidade por via aérea… parece que o tal edifício bloqueia sinais electromagnéticos ou coisa parecida imprescindível na comunicação entre a torre de controlo e as aeronaves que fazem a aproximação à pista para a aterragem.

Bula bula – que de aviões só entende que voam – está mesmo parvo. Como é que se permitiu que tal acontecesse? A menos que digam que o edifício brotou do chão como um cogumelo, dá para desconfiar que há marosca da grossa.

O Conselho Municipal já disse que aquela confusão não faz sentido nenhum… calha que o actual presidente daquela cidade, à época em que as obras começaram, era responsável pela área de urbanização… bem, hoje parece que não se lembra de ter visto nenhum expediente relacionado com o assunto… mas actualmente na liderança, com outras lentes, também já viu que aquilo não pode ser. Leia mais...

Foto de Inácio Pereira

Classifique este item
(0 votes)