Quase três mil jovens treinados em técnicas agrícolas

Cerca de 2800 jovens das zonas rurais poderão ser abrangidos por projectos de agro-incubadoras até 2025 através de uma iniciativa da associação juvenil Aro-Moçambique e parceiros que prevêem investir cerca de 1 milhão de dólares norte-americanos.

Trata-se de uma iniciativa que consiste em sessões periódicas de quatro meses de formação de jovens em matérias que incluem lições teóricas e práticas sobre tecnologias agrárias.

O projecto-piloto foi recentemente implementado em Báruè, na província de Manica, e culminou com a graduação de 30 jovens, dos quais 18 do sexo feminino.

Segundo Policarpo Tamele, director-executivo da Aro-Moçambique, espera-se que os beneficiários da primeira fase do projecto avancem para uma fase independente de aplicação dos conhecimentos obtidos na incubação.

Para tal, foram-lhes atribuídos 90 hectares pelo Governo distrital de Báruè, sendo que a área será repartida pelos graduados para iniciarem a produção com garantias de financiamento.

“Temos um parceiro que já garantiu financiamento, o que significa que a cada jovem que sai da incubadora será concedida uma área de produção e o referido fundo”, disse Tamele. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)