SAÚDE: Governo aposta no apetrechamento dos serviços de cuidados intensivos

O objectivo estratégico do Governo, no sector da Saúde, passa pelo aumento da capacidade de resposta nos cuidados intensivos das principais unidades sanitárias do país.

Numa recente comunicação ao país na província de Manica, o Presidente da República, Filipe Nyusi, destacou a função daquelas unidades: devem ser eficazes e eficientes.

Para o efeito, o Executivo projecta, nos próximos cinco anos, equipar os Serviços de Cuidados Intensivos dos Hospitais Centrais da cidade de Maputo, Beira e Nampula e dos hospitais provinciais de Lichinga, Pemba, Chimoio, Tete, Inhambane, Xai-Xai e Matola.

Paralelamente à construção e apetrechamento de hospitais, o sector da Saúde vai garantir, nos próximos cinco anos, recursos humanos em quantidade e qualidade, aumentando o rácio profissionais da Saúde de 11 para 17 por 10 mil habitantes.

“Iremos formar médicos especialistas em diferentes especialidades da Saúde”, assegurou o Presidente da República.

Frisou, entretanto, que tem consciência de que alguns planos do Executivo que dirige irão enfrentar alguns problemas na sua implementação, sendo que o primeiro desafio será o acentuado crescimento da população que está na ordem de 3,4%.

O segundo desafio é a disponibilidade de financiamentos dado que os recursos financeiros são cruciais para a construção, requalificação, apetrechamento e funcionamento de unidades sanitárias.

O terceiro desafio interno do Serviço Nacional da Saúde é o alinhamento dos recursos humanos para dar resposta às necessidades do sector. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)