Perdemos os hábitos bons!

As sociedades são dinâmicas e vão mudando em função dos tempos, do ritmo da vida e dos desafios que se lhes impõem. Nós, moçambicanos, fazendo parte dessa aldeia global, não escapamos a essas mudanças.

Aceito as mudanças que por vezes são incontornáveis. O que a mim entristece é que vejo mudanças positivas em muitas sociedades e do nosso lado constato mudanças para o lado abominável.

Claramente que há mudanças similares em todo mundo, muitas delas resultantes do stress pela maneira como vivemos hoje. Há cada vez mais gente a consumir álcool de forma exagerada, gente que fuma mesmo na tenra idade, gente que se empresta à prática sexual excessivamente – mesmo na fase de adolescência. Uns fazem-no por mero prazer e outros ainda abraçam a prática sexual em troca de valores para a sua sobrevivência. E o pior disso é que uns fazem coisas julgando-se espertos. Há casos de rapazes que compram as famosas bebidas quentes (“Top 21”, “Boina vermelha”, “Tentação”, “Boisse”), entre outras. Consomem- -nas antes e depois aparecem nas barracas, restaurantes e outros locais de convívio bem animados. Chegados ao local compram uma cerveja simplesmente para fingirem. Eles, ao aplicar esse truque, julgam-se espertos, mas enganam-se a eles mesmos. Pois o que fica danificado é o fígado deles e partes do seu organismo que vão ficando saturadas porque aquelas bebidas quentes têm um teor alcoólico muito elevado e forte. Leia mais...

Por Frederico Jamisse

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)