Empresários querem mais liberdade cambial

Os agentes económicos nacionais entendem que o actual regime de restrições nas transacções em moeda estrangeira não só acrescenta um elevado custo às suas actividades, como contradiz os objectivos político-económicos como a atracção de investimentos e a diversificação da economia. Por isso querem uma lei mais simplificada.

Esta posição foi defendida recentemente por vários empresários aquando da auscultação feita pela Confederação das Associações Económicas (CTA) no âmbito do projecto de revisão da Lei Cambial proposto pelo Banco de Moçambique. Para os agentes económicos, há necessidade de se liberalizar o regime de transacções em moeda estrangeira. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)