Um clube que vive de frangos, ovos e boa vontade

Abordamos a realidade de um dos semifinalistas da Taça de Moçambique, com a manutenção quase assegurada para o “Moçambola” do próximo ano. O primeiro campeão nacional de futebol, o histórico Textáfrica de Chimoio, vive momentos nada seguros e até se torna comovente a forma como sobrevive a colectividade que no passado e presente orgulha a província de Manica.

Depois que o complexo fabril localizado no bairro da Soalpo, arredores da cidade de Chimoio, fechou as portas, o clube perdeu a sua principal fonte de sustento e entrou numa vertiginosa queda que se arrasta até aos dias de hoje. 

O mais caricato tem sido a ginástica que se faz para manter uma colectividade que até nem está mal colocada no alto patamar do futebol nacional e que, em termos de percurso, pode vir a vencer com mérito a presente edição da Taça de Moçambique. Leia mais...

Benjamim Wilson

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)
Última modificação: Terça, 10 Dezembro 2019 10:38