Mais de 200 processos de ex-mineiros moçambicanos na República da África do Sul (RAS) e de familiares de mineiros falecidos já estão em processamento naquele país vizinho, tendo em vista o pagamento dos valores a que os visados têm direito, como reembolso da pensão social de que não usufruíram enquanto trabalhavam nas empresas do sector.

 Trata-se de um processo iniciado através da campanha de pagamento do dinheiro de pensão a mais de 4 mil antigos trabalhadores moçambicanos na RAS, bem como alguns mineiros no activo e os familiares dos já falecidos, desde filhos, viúvas e até os parentes mais próximos, desde que se prove o grau de parentesco. Este grupo de 200 trabalhadores não tinha remetido os seus documentos comprovativos aquando da primeira operação de pagamento, no ano passado.