Actualmente, o distrito de Mocímboa da Praia conta com 1375 clientes, Nangade 359, Palma 464, Mueda 519, Muidumbe 375 e a própria localidade de Auasse esta com 39 clientes dentre eles agentes económicos, 

mas na sua maioria são consumidores domésticos.

Dados em nosso poder indicam que todo este número de clientes o seu consumo não atingiu ainda pelo menos um porcento da capacidade da subestação. O director Empresa Electricidade de Moçambique ao nível da província de Cabo Delgado, António Marunganhe, depois de ter lamentado o facto continuar a se registar actos de vandalismo, garantiu que sua instituição está a trabalhar no sentido de num futuro breve todos os distritos passarem a utilizar o sistema Credelec como os seus clientes desejam.

Marunganhe afiança que a maior preocupação com a vandalização dos equipamentos eléctricos e roubo de energia ocorre na cidade de Pemba, que é a capital provincial que só no primeiro semestre registou um prejuízo de 700 mil meticais, e na vila municipal de Montepuez, que é uma espécie de capital económica de Cabo Delgado.