Apesar da redução do número de mortes, a SIDA é ainda grande preocupação no nosso país, segundo ressalta Francisco Mbofana, secretário executivo do Conselho Nacional de Combate à SIDA em conversa com domingo.

Refere que os dados indicam, por exemplo, que em 2018, no nosso país, ocorreram 54 mil mortes relacionadas com SIDA e que esta doença é a principal causa de morte entre os adultos em idade economicamente activa.

No mesmo ano, segundo ainda o nosso entrevistado, existiam 2,2 milhões de pessoas vivendo com HIV, ocorrendo cerca de 150 mil novas infecções, das quais 130 mil em adultos.

Segundo Mbofana, o HIV em Moçambique afecta mais mulheres do que homens, pois mais de sessenta por cento das novas infecções acontece com elas.

Segue a entrevista, em discurso directo, enfocando, primeiro, a estratégia de prevenção combinada do HIV, inserida no Plano Estratégico Nacional IV, aprovado em 2015, que, no essencial, visa reduzir as mortes e as novas infecções por HIV e SIDA.  Leia mais...

Texto de Bento Venâncio 

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.