Visivelmente chocada e revoltada, Joanete Fabião Chope, a mãe de Emídio Macie, pede prisão perpétua aos oito agentes envolvidos do assassinato do filho. “ Os polícias sul-africanos foram

 autênticos assassinos”, disse à nossa Reportagem.

Sublinhou não entender como é que agentes da Polícia foram capazes de matar alguém sem ter feito nada e apelou às autoridades moçambicanas e sul-africanas para cerrarem uma vigilância apertada à justiça sul-africana.

“Eles podem dizer que prenderam os agentes que assassinaram o meu filho quando na verdade estes estão em plena liberdade”,referiu.

Joanete Chope sublinhou que já não é a primeira vez que são reportados casos de barbaridade da Polícia sul-africana contra cidadãos moçambicanos. “Eles estão sempre a matar nossos filhos, mas nós oferecemos as melhores praias, as melhores terras no nosso país”, desabafou.

Revelou não há palavras para descrever a tristeza que sente pela morte do filho. “Não passava dois dias sem falar com ele. Confiávamos nele. Era o responsável da família. Cuidava de três filhos do seu irmão, para além do seu próprio filho”, referiu.

Ajuntou que a família ficou com um vazio muito grande. “Não sabemos o que vamos fazer. Não temos esperança. Deixamos tudo nas mãos do Governo”, rematou.