Celebra-se hoje o Dia Mundial da Prematuridade. Esta data é assinalada num mo-mento em que estu-dos revelam que cerca de 128 mil bebés em Moçambique nascem prematuros anualmente, o que corresponde a uma prevalência de 12 por cento do universo de partos realizados no país. Facto que se reflecte significativamente na mortalidade de crianças com menos de cinco anos.

Sob o lema “Prematuro: Cuidados Certos, no tempo certo e no local certo”, esta problemática constitui uma das principais causas de morte de recém-nascidos. Os prematuros têm dificuldades em respirar, em se alimentarem e são vulneráveis ao frio”, afirmou Marcoluigi Corsi, representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, em Moçambique.

Este acrescentou ainda que para prevenir o parto prematuro é importante que a mulher planifique a sua gravidez. Daí que “logo que suspeite que esteja grávida vá ao Centro de Saúde para começar a fazer as consultas pré-natais e poder fazer o diagnóstico e tratamento precoce de doenças que surgem, bem como receber a rede mosquiteira", apontou Marcoluigi Corsi.Leia mais...