Crianças doentes, internadas por tempo indeterminado nos Serviços de Urgência de Pediatria do Hospital Central de Maputo (HCM), frequentam aulas do ensino primário, desde meados do ano passado, numa sala criada especificamente para o efeito, com capacidade para atender 30 menores.

Nas instalações do HCM, os petizes, que, inclusive, têm acesso a material didáctico, permanecem na sala de aula pelo menos duas horas por dia, das 14.00 às 16.00 horas.

Trata-se de uma iniciativa da Primeira Igreja Baptista e que está a ser implementada pelo HCM em cooperação com o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH).

O objectivo central é que as crianças internadas não fiquem isoladas nem estagnadas sob ponto de vista de aprendizagem, conforme explicou Agira Vetina, enfermeira e licenciada em Educação de Infância.

“Aqui nesta sala lidamos com crianças que sofrem de diversas enfermidades, sendo que abrimos espaço para que na hora da aula elas cumpram a respectiva medicação. Mas há casos de crianças que não conseguem caminhar até à sala. Então, deslocamo-nos até às enfermarias para fazer o nosso trabalho”, afirmou. Leia mais...

TEXTO DE FELICIDADE CHINGUVO