O PRESIDENTE da Bolívia, Evo Morales, tem um património de mais de 350.000 dólares e é um dos chefes de Estado "mais pobres" com relação a seus colegas da América Latina, afirmou no sábado a ministra de Comunicação, Amanda Dávila.

É o presidente que menos ganha com relação aos países vizinhos, é um dos mais pobres da América Latina", afirmou Dávila. Morales, que foi camponês tem actualmente um património líquido de mais de 350.000 dólares, revelou o jornal El Deber, que teve acesso à declaração de renda do presidente. Morales recebe salário mensal de 2.100 dólares e sempre assegurou não ter outros rendimentos para marcar diferença com seus antecessores que, segundo ele, tinham gastos reservados que chegavam aos 10.000 dólares mensais. Por lei, todos os funcionários públicos bolivianos devem fazer uma declaração de bens e rendimentos.