O Ministério das Pescas e a Universidade Eduardo Mondlane assinaram, sexta-feira última, um memorando de Cooperação Técnico-científica e cultural, com objectivo de introduzirem um curso superior

de pescas e aquacultura na Escola Superior de Desenvolvimento Rural, em Vilankulo na Província de Inhambane, bem como o apoio à Escola de Pesca na concepção de cursos médios a partir dos quais os graduados demandem ao referido curso superior.

O acto foi rubricado pelo titular da pasta das pescas, Victor Borges e pelo Reitor da UEM, Orlando Quilambo que manifestaram a sua satisfação pela implementação do referido acordo que se estenderá a investigação e extensão pesqueira, realização de estudos específicos que interessem o sector pesqueiro, bem como, de acções orientadas à preservação do “Património da Cultura Pesqueira”.

O memorando tem a particularidade de englobar à Universidade Federal do Amazonas- do Brasil, que manifestou vontade de fazer parte do mesmo, na perspectiva de contribuir com as duas entidades, na troca de experiências e na formação de quadros nacionais que vão garantir a materialização do curso.

Trata-se da mais antiga universidade do Brasil, e que têm experiências avançadas na formação de quadros no domínio de pescas e aquacultura, resultante do curso de Engenharia de Pesca, leccionado nessa instituição de ensino.