O Instituto para a Promoção das Pequenas e Médias Empresas (IPEME) celebrou recentemente um memorando de entendimento com a multinacional TOTAL com o objectivo de facilitar a atribuição de certificados de qualidade a 50 empresas nacionais pré-seleccionadas.

Deste conjunto de empresas, 20 serão certificadas de imediato, sendo dez da província de Cabo Delgado e outras na província e cidade de Maputo. “O processo já iniciou e há um provedor privado que está a fazer a consultoria para a implementação do sistema de qualidade e de formação em gestão”, disse Claire Zimba, director do IPEME.

Logo a seguir, caberá ao Instituto Nacional de Normalidade e Qualidade (INNOQ) aprovar a certificação e dar vazão à lista de cerca de 100 empresas candidatas a fornecer bens e serviços às multinacionais do ramo de petróleo e gás. A pertinência do certificado de qualidade resulta do facto de se pretender assegurar que os serviços a serem executados sejam fiáveis, seguros e decorram na mais rigorosa observância dos mais elevados padrões de higiene e segurança no trabalho.

Só assim é que as PME poderão prestar serviços industriais que incluem trabalhos de revestimento em embarcações, executar tarefas submarinas, reparações navais, construção personalizadas, serviços de perfuração, pintura e isolamento.

Também estão abertas oportunidades no domínio da construção e engenharia, onde poderão participar na construção submarina, fornecimento de cimento, maquinaria, equipamentos submarinos, serviços e ferramentas, fabrico e engenharia, para além do fornecimento de equipamento e material de construção.  Leia mais...

Texto de Idnórcio Muchanga 

idnóThis email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.